segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Pudim.

Eu amo tanto essa filha. O nome do blog é em homenagem à ela. Mas, acho que nunca falei nela, como ela merece.
A Pudim me escolheu. E foi num momento muito turbulento da minha vida. Estava com problemas em casa, no trabalho, pessoal. Estava num verdadeiro inferno astral.
Na verdade, ela seria da minha sobrinha, mas ela não quis e veio se tornar a filha que eu mais convivo e mais vivo por perto.
A linda, dorme comigo todas as noites. Num travesseiro ao lado da minha cabeça, aliás, troquei de cama por causa dela! Agora cabem nós três em cima na bendita!
Não come mais que três grãozinhos de ração. A vet vive falando que ela vive de amor e que um dia isso faltar, ela não vai sobreviver.
Por isso, encho meu amor de amor. E espero que nosso amor dure o tempo que for preciso pra gente nunca mais se esquecer uma da outra.
E vocês? Qual é o tamanho do seu amor?
Um beijo e ótima semana!

7 comentários:

Juliane Lopes Oliveira disse...

Meu Deus que coisinha mais fofa! Me apaixonei! Hehehehe linda mesmo!
Tenho dois poodles um pequeno e o outro grande. São dois lindos machinhos! Um super beijo Juliane

Gisa disse...

Meu Floquinho também dorme conosco, junto com o Palito e a Mia. Ainda bem que a cama é grande e o amor é do tamanho do mundo! Beijos mil comadre querida

Pepi disse...

Eu também dormia grudado com o "meu mãe"
Tenham uma linda tarde e tudo de bom
Lambeijos do
Pepi

Claudia disse...

Andreia,
Achei lindo quando você falou que ela come 3 grãos de ração e de amor.
Lindo isso!
Bela homenagem a Pudim!
bjs

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

A Pepê dormia comigo, abraçadinha ou de conchinha, ultimamente o Miguel anda dormindo na minha cama. Acho que o nosso amor não tem limites nem distancias. Amamos Vocês. Beijos

Cristina Ramalho disse...

Ozzy nao dormi comigo, dormi na casinha dele, mas todas as manhãs, minha mae abre a porte ele corre deitar um pouquinho comigo, antes de ter que me levantar, deita a cabecinha no meu travesseiro e fica igual a uma pessoa, e meu filho quatro patas que nem consigo descrever o tamanho do meu AMOR por ele... :)

Rosa Carioca disse...

Posso dizer que a cama é a única coisa que não partilhamos: cada um dorme na sua. De resto, partilhamos um grande amor; apesar de achar que o deles, por mim, é maior...